Marcelo Ríos não gostou da arbitragem de Ramos admite: «Amo e odeio Serena»

Por José Morgado - Setembro 27, 2018
serena williams
Fonte: WTA

A entrevista de Marcelo Ríos ao diário chileno ‘La Tercera’ vai dar certamente muito pano para mangas nas próximas semanas. O antigo número um mundial falou de Roger Federer, de Jack Sock, de Alexander Zverev, mas também, claro, da recentemente polémica de Serena Williams com o português Carlos Ramos.

“Achei que o árbitro foi demasiado duro, mas a culpa é das regras. O ténis é aborrecido porque há muitas regras e pouco entretenimento. Não deixam os jogadores ter personalidade, dizer o que lhes vai na alma. Sampras, por exemplo, era muito chato. O Agassi ainda tinha alguma graças, mas sinceramente não entendo certas regras. Por que raio não podemos partir uma raqueta? Elas são nossas. A multa que ela apanhou foi uma merd*”, disparou o polémico chileno, atualmente na função de adjunto de Nicolas Massu na seleção chilena da Taça Davis.

Ríos admite ter uma relação complicada com Serena Williams. “Amo-a porque lembro-me de quando ela começou a jogar, muito pequenina na Bollettieri. Mas odeio-a também pela sua constante necessidade de mostrar ao Mundo que as mulheres são iguais aos homens. Não são. Uma vez ela marcou um encontro com um jogador que era 300 do Mundo e levou 6-0. Não dá para comparar ténis masculino e feminino, nem o serviço da Halep com o do Isner. E isso não tem de ser um problema, as coisas são como são…”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.