João Sousa agrava crise e sai do Golden Swing sem vitórias em singulares

Por Bola Amarela - Março 9, 2021
joao-sousa3
FOTO FPT

Ainda não foi desta que João Sousa colocou um ponto final no muito difícil momento pelo qual está a passar. O número um nacional e melhor português de sempre caiu na primeira ronda do ATP 250 de Santiago e agravou a crise de resultados que vive. Desta feita, o vimaranense (100.º ATP) caiu aos pés de Juan Pablo Varillas (171.º), qualifier peruano que triunfou com os parciais 6-4 e 6-1.

Sousa até deu sinais de retoma no primeiro set, apresentando um nível mais alto do que nas últimas semanas. O problema é que não aproveitou os pontos de break que teve a 2-1 e 3-2, cedendo depois o serviço a Varillas, que entrou apenas com uma vitória num quadro principal ATP na carreira. O português ainda teve outro break point para fazer o 5-5, mas voltou a não aproveitar.

Frustrado com o desenrolar dos acontecimentos, João Sousa não conseguiu inverter a tendência no segundo set. O vimaranense foi quebrado cedo e reagiu com mais três pontos de break… que não capitalizou. Contas feitas, foram nove as chances de quebra que o tenista de 31 anos deixou escapar, tornando impossível chegar ao triunfo.

Desta forma, Sousa aumenta para 13 os quadros principais ATP que disputa sem vitórias. É preciso recuar a outubro de 2019 para encontrar esse último sucesso neste nível, então no Masters 1000 de Xangai, frente ao sérvio Filip Krajinovic. De resto, o lugar no top 100 – que ocupa desde 2013 – volta a ficar em risco esta semana. Por outro lado, refira-se que Sousa segue agora para Acapulco, onde tem lugar no qualifying, tal como Frederico Silva João Domingues.

Bola Amarela