Fritz gosta da vida na bolha: «É perfeita para alguém como eu»

Por José Morgado - Setembro 3, 2020
fritz

Uns chamam-lhe prisão, outros até gostam! A bolha do US Open tem sido um desafio para todos, mas pelos vistos mais para uns do que para outros. Taylor Fritz, por exemplo, não se sente nada mal com o ambiente vivido em Nova Iorque, até porque, assegura, não teve de alterar muito as suas rotinas.

“O que é que tenho feito? Relaxo, jogo vídeojogos, vejo séries e passo muito tempo na cama! Basicamente, faço basicamente aquilo que já fazia sem bolha. A bolha é perfeita para alguém como eu, que sou introvertido”, confessou o norte-americano de 22 anos, que apesar de ser muito jovem já passou por algumas experiências raras na sua idade: casou aos 18 anos, foi pai aos 19 e divorciou-se aos 21, no final do ano passado.

Fritz é para já o único norte-americano na terceira ronda masculina do US Open e vai defrontar Denis Shapovalov na luta por uma vaga nos ‘oitavos’.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.