Federer teve ‘flashbacks’ da final de Wimbledon quando voltou a treinar: «Mas já passou…»

Por José Morgado - 12 Agosto, 2019
federerdecs

Roger Federer, de recém cumpridos 38 anos, sentou-se este domingo na sala de conferências de imprensa de Cincinnati para falar daquilo que andou a fazer depois da épica final de Wimbledon, em que perdeu com Novak Djokovic depois de ter tido dois match points no seu serviço. O suíço admite que os primeiros dias de regresso aos treinos não foram fáceis.

“Quando voltei a pisar o court e a bater da bola vieram-me à cabeça as imagens da derrota com o Novak. Não foi fácil, mas já passou. Neste momento sinto-me fresco e pronto para jogar aqui em Cincinnati”, confessou o suíço, que chega ao seu melhor torneio Masters 1000 da carreira (sete títulos) depois de ter sido vice-campeão em 2018.

Federer contou ainda parte das suas férias com a família. “No dia a seguir à minha derrota em Wimbledon peguei na Mirka e nos miúdos e andámos a passear e auto-caravana pela Suíça. Foi muito importante para descansar. Depois recomecei aos poucos, primeiro com trabalho físico e depois já dentro do court”.

Roger deve estrear-se em Cincinnati esta terça-feira,  diante do vencedor do encontro entre Juan Ignacio Londero e Matteo Berrettini.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.