Federer radiante no adeus: «Cheguei a sentir dor mas esta noite foi só felicidade»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 24, 2022

Roger Federer teve uma última conferência de imprensa já de madrugada em Londres, ao lado de Rafael Nadal. Além de confessar que o que o deixava nervoso era o discurso final, o suíço garantiu que o final foi perfeito e todas as lágrimas foram de pura alegria.

O QUE SENTIU NO FINAL

Depois do match point pensei tudo. O encontro em si foi muito especial, mas tudo o que veio depois era desconhecido para mim. Não sabia quem ia cantar, o que ia acontecer, o que se esperava de mim ou quanto tempo ia durar a cerimónia. Olhando à minha volta, vendo como se emocionaram, foi tudo ainda melhor… Ou pior, não sei! Isso é o que vou recordar. Todas as caras emocionadas que vi, incluindo a do Rafa.

FELIZ COM O QUE SE PASSOU

Devido a como me senti, acho que estive muito envolvido no meu fim de carreira no último mês, vi que podia lidar com tudo muito bem. Sei que algumas pessoas da minha equipa e do meu círculo próximo não passaram por estas emoções até chegar esta noite, por isso para elas foi extremamente difícil. Senti que no geral estive bem, embora também tenha acabado a chorar. Não tinha fogo de artifício na cabeça onde via a minha carreira ou as coisas de que vou ter saudades. Isso fiz há umas semanas. Cheguei a sentir mas esta noite foi só felicidade.

HORA DE DISCURSAR

O que mais me preocupava era pegar no microfone. Só queria uma noite em que não tivesse de pegar no microfone, mas era óbvio que tinha de falar. Sei como sou impossível com o microfone quando estou emocionado, já aconteceu muitas vezes antes. Mas isto não é o fim, a vida continua. Estou saudável e feliz, está tudo bem. Tudo correu bem, disse o que queria e fui a todos os lugares. Há semanas estava realmente preocupado por este momento.

Obrigado, Roger! Federer perde no adeus mas despede-se de coração cheio ao lado de Nadal

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.