Federer: «Não sei se perder por 6-2, 6-2 e 6-2 é melhor que isto»

Por Nuno Chaves - Julho 14, 2019
federer-final

Roger Federer esteve muito perto de conquistar este domingo o nono título da carreira em Wimbledon. O número três mundial dispôs de dois match points frente a Novak Djokovic, mas o sérvio sobreviveu acabando por triunfar de forma épica.

O suíço foi o primeiro dos dois a chegar à sala de imprensa e estava, sem surpresas, desiludido. “Não sei se perder por 6-2, 6-2 e 6-2 me faz sentir melhor que isto. No final acaba por não interessar. Com este resultado podes sentir-te mais desapontado, triste, chateado. Não sei o que sentir agora, apenas sinto que perdi uma incrível oportunidade. Não consigo acreditar”, revelou o helvético de 37 anos.

Federer foi o jogador que conquistou mais pontos e mais jogos. Ainda assim, recusou afirmar que foi o melhor jogador e mostrou-se, sim, satisfeito com a sua exibição. “Sei que estive muito bem, que estive muito perto. Não preciso de me sentir dessa forma. Acho que consigo ficar feliz pela minha performance”, admitiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.