Federer: «Foi o corpo do Murray que tomou a decisão por ele»

Roger Federer, de 37 anos, mostrou-se este domingo naturalmente desapontado com a notícia de que Andy Murray, um dos seus mais ferozes rivais, vai retirar-se do ténis — o mais tardar — durante o torneio de Wimbledon. O suíço falou das confissões do escocês de 31 anos.

“Infelizmente, foi o corpo do Andy Murray que tomou a decisão por ele. Devem ter sido dois anos muito complicados para ele, saber que não estava a cem por cento para competir. Fiquei desapontado, triste e um pouco chocado com as notícias. Espero que ele possa terminar da melhor maneira possível em Wimbledon. Para nós, que partilhamos o topo com ele há tantos anos, é complicado. É um excelente rapaz”, confessou o helvético.