Federer e a paixão pelo ténis: «É como se fosse a minha disciplina favorita da escola»

Por José Morgado - Janeiro 18, 2020
federer

Roger Federer passou este sábado pela sala de imprensa do Australian Open para falar das razões que o mantêm com energia para continuar a competir aos 38 anos. Habituado a responder a esta pergunta quase todas as semanas, o suíço, atual número três mundial, arranjou desta feita uma metáfora diferente para explicar aquilo que sente.

“Penso que é importante gostares daquilo que fazes e estares entusiasmado para fazer aquilo que fazes. É como na escola: quando estás numa aula de uma disciplina da qual não gostas, ficas mais preguiçoso e quase te deitas em cima da mesa. Mas se a matéria e a disciplina são do nosso agrado, ficamos mais animados e queremos ouvir e aprender tudo. Para mim, o ténis é isso. A minha disciplina preferida. E eu nunca me canso de continuar a jogar”, disparou o helvético.

Federer, recorde-se, estreia-se na prova diante do norte-americano Steve Johnson, na primeira ronda, agendada para segunda-feira, por volta das 4 horas da manhã.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.