Federer e a luta pelo GOAT: «Não preciso dos recordes todos para ser feliz»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 21, 2022

Roger Federer sentou-se em frente aos jornalistas para dar a primeira conferência de imprensa desde que anunciou que se vai retirar na Laver Cup. O suíço vai jogar apenas um encontro de pares na sexta-feira — não confirmou se o seu parceiro será Rafael Nadal –, sendo que foi questionado sobre a luta pelo GOAT.

LUTA PELO GOAT

Estou, sem dúvida, muito orgulhoso por fazer parte da luta. Um dos meus melhores momentos foi ganhar o 15.º Grand Slam, o recorde, com Pete Sampras nas bancadas. O resto foi um bónus. Foi incrível ganhar mais cinco e chegar aos 100 títulos ATP. Mas não preciso dos recordes todos para ser feliz. Garanto-vos isso.

DO QUE VAI TER SAUDADES

Vou ter saudades de muitas coisas. Colocar a fita, olhar para o espelho e perguntar ‘estás pronto para o fazer outra vez? Vamos’. Mas por muito que adore isso, estou feliz por não fazê-lo novamente. É divertido mas stressante. Os tenistas esperam muito. Vou ter mais saudades dos pequenos momentos, depois dos encontros, quando tudo terminar. Jantar com os meus amigos e equipa e poder falar de outras coisas sem ser de ténis. E os adeptos estão no centro de tudo. Tiras os adeptos e tiras 80% do significado disto, as emoções, o sentimento. Vou ter saudades disso, de todas as interações. Pessoas que vinham de muito longe para me ver…

ARREPENDIMENTOS?

As pessoas têm alguns arrependimentos, mas no fundo não porque as coisas acontecem por uma razão. E os erros ou decisões erradas fazem-me crescer também. Estou feliz por tudo ter acontecido como aconteceu. Não tenho flashbacks de momentos difíceis. O meu cérebro lembra-se dos troféus e das imagens de mim a ganhar. Queres sempre jogar para sempre… Adoro estar no court com os rapazes, viajar nunca foi difícil para mim. Aprendi quando perdia. Adoro a minha carreira de todos os ângulos, estou muito grato por ter sido uma viagem tão bonita.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.