Evans e as bolas de Roland Garros: «Nem para dar aos cães são boas»

Por José Morgado - Setembro 27, 2020
evans

Daniel Evans, número um britânico, foi eliminado este domingo na primeira ronda de Roland Garros, às mãos do japonês Kei Nishikori, ex-top 5 mundial. O inglês, 32.º cabeça-de-série, voltou a falar de um dos temas do momento: as novas bolas Wilson e surpreendeu (pois é patrocinado pela marca) ao dizer mal das mesmas.

“As condições são brutais. Está muito frio e estas bolas nem para dar aos cães são boas. É tudo brutal, mas as bolas são o pior dos fatores. Erraram completamente com as bolas. Em que mês estamos? Esta bola é demasiado pesada e fica grande muito rapidamente”, disparou o britânico.

Evans lembrou ainda que os torneio de preparação foram jogados com outras bolas. “Eram Dunlop, que são totalmente distintas. E ainda por cima em Roma e Hamburgo estava calor. Totalmente distinto. Aqui tivemos azar com o frio e com as condições. As coisas são como são”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.