Estados Unidos alcança registo (muito negativo) na história da Era Open

Por Nuno Chaves - Novembro 3, 2020

Taylor Fritz, número 29 da hierarquia, foi esta terça-feira eliminado na primeira ronda do ATP 1000 de Paris frente a Richard Gasquet e, com esta derrota, os Estados Unidos alcançaram um registo único… mas muito negativo.

É que com este desaire, Frtiz falhou a possibilidade de terminar 2020 dentro dos 20 melhores do mundo, ou seja, pela primeira vez na história da Era Open (1973), não vai haver um único tenista norte-americano no top 20 do ranking mundial no final de uma temporada.

John Isner, 23º ATP, seria o único ainda com possibilidades de entrar nesta elite, no entanto, o gigante não está em Paris para jogar o último Masters 1000 da temporada.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.