Djokovic vence Australian Open 2015

Por admin - 1 Fevereiro, 2015

Novak Djokovic é o grande vencedor do Open da Austrália 2015! Num grande encontro de ténis, o número um mundial voltou a superar o amigo Andy Murray numa final do primeiro torneio do Grand Slam da temporada (terceira entre os dois nesta década) e elevou para oito o número de títulos da categoria, igualando históricos nomes do ténis mundial como Ivan Lendl, Andre Agassi e Jimmy Connors.

O encontro começou a grande nível, com os dois tenistas a protagonizarem pontos bastante disputados logo desde o primeiro jogo de serviço. Ao terceiro jogo do encontro, Murray dispõe de três break-points, mas não consegue concretizar nenhum deles e é o número um mundial quem acaba por ser o primeiro a quebrar, logo no jogo seguinte, confirmando de seguida a sua vantagem de 4-1. ‘Nole’ parecia claramente por cima nesta fase do encontro, mas o britânico não se deixou abalar e ganhou cinco dos sete jogos seguintes, quebrando inclusivamente Djokovic quando este servia a 5-4, para ganhar a primeira partida, e levando a decisão do encontro para tie-break; aí, voltou a ser o sérvio o mais forte, a anular uma desvantagem de 2-4 para triunfar, ao cabo de 1h12, pelo parcial de 7-6(5).

O campeão olímpico vinha alinhando bastante erros não-forçados, e parecia que esse registo se iria manter quando Djokovic venceu quatro jogos de seguida para anular o break inicial conseguido por Murray no início do segundo set. O britânico voltou a ter uma boa reação e ainda dispôs de um set-point no serviço do seu adversário, a 5-4, mas teria de passar por novo tie-break para conseguir igualar o encontro. Mais de duas horas e meia de jogo, dois tie-breaks, 7-6(5) 6-7(4).

Murray estava claramente com o ascendente nesta fase do encontro, pelo que foi sem grande surpresa que o britânico quebrou logo de entrada no início do terceiro parcial. A resposta de Djokovic náo se fez esperar, e a perder por 0-2 o tetracampeão do Open da Austrália só perdeu mais um jogo nesta partida, adiantando-se por dois sets a um, com 6-3 neste último.

Além de estar em vantagem, ‘Nole’ parecia bem melhor fisicamente nesta fase do encontro, e a história da quarta partida resumiu-se a seis jogos, à semelhança do que tinha acontecido no derradeiro set do seu encontro das meias-finais frente a Stan Wawrinka. Ao cabo de 3h39, Novak Djokovic tornou-se no primeiro homem a conquistar cinco títulos do Open da Austrália na Era Open, sendo que apenas o tenista da casa Roy Emerson, com seis, foi mais feliz que o sérvio no Happy Slam.

Com este resultado Djokovic mantém, logicamente, o primeiro posto da hierarquia, ao cabo que Murray regressa ao top4 mundial. O britânico voltou a perder pela quarta vez na final de Melbourne, e continua a “só” ter derrotado Djokovic em finais de outros eventos do Grand Slam que não o Open da Austrália.