Djokovic: «Vai ser complicado igualarem os meus recordes, do Federer e do Nadal»

Por Nuno Chaves - Janeiro 19, 2020

Novak Djokovic venceu a ATP Cup, conquistou na última época o Open da Austrália e chega a Melbourne como o principal candidato à vitória.

O número dois mundial procura conquistar o seu 17.º do Grand Slam e aproximar-se dos 19 de Rafa Nadal e 20 de Roger Federer“Os anos são só um número e nestes últimos anos demonstrou-se isso. Eu, o Rafa e o Federer soubemo-nos motivar apesar dos anos e dos rivais serem cada vez mais novos”, confessou, em conferência de imprensa.

Nole explicou ainda que vive uma fase completamente diferente. “Na minha carreira tive etapas distintas. A minha vida é completamente diferente em relação há cinco anos, a começar porque tenho dois filhos agora. Isso não significa que a minha vida é melhor ou pior mas sim diferente”, admitiu.

Djokovic falou também sobre, claro está, dos seus principais rivais. “Ver os exemplos de Nadal e Federer motivou-me a continuar e sinto-me um privilegiado por jogar na mesma época que eles. Creio que para cada um, coincidir no mesmo tempo foi a chave para que continuemos a conseguir títulos. Vai ser muito complicado que algum dia igualem os nossos recordes”, garantiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.