Djokovic: «Tenho de esquecer totalmente o ténis. Estou exausto desta temporada»

Por Bola Amarela - Dezembro 4, 2021

Novak Djokovic colocou um ponto final numa temporada que nunca vai esquecer. O número um do mundo ficou a três sets de conquistar os quatro torneios do Grand Slam, mas perdeu a final do US Open, não conseguiu o tão desejado ouro olímpico e agora viu a sua Sérvia cair nas meias-finais das Davis Cup Finals. Mesmo com o que ficou por alcançar, Djokovic garante que não se arrepende de nada.

“Época finalizada. Não me arrependo de nada do que fiz este ano, dou sempre o melhor de mim. Jogar pelo meu país tem um significado especial e foi uma pena não avançarmos. É muito cruel ganhar todos os meus encontros de singulares e não poder estar na final, mas é isto o desporto. O que faço é tirar lições de todas as derrotas”, começou por afirmar em conferência de imprensa.

Questionado sobre o que vem a seguir e, muito especificamente, o Australian Open, Djokovic foi evasivo. “Vou tentar usar os próximos dias para recuperar e tenho de esquecer totalmente o ténis, renovar energia. Estou exausta desta temporada, preciso de ter um tempo para passar tempo de qualidade com a minha família. Logo se vê o que traz o futuro. Sei o que querem saber, mas esta noite não vou falar disso. Vão ser informados da minha decisão daqui a pouco tempo, mas não posso dizer uma data”confessou.

Sobre o que falta à Sérvia, o número um do mundo foi claro. “Temos de melhorar os nossos pares. Se não tivermos uma dupla consolidada e que compita com continuidade durante todo o ano, ganhar a Taça Davis vai ser sempre como subir o Evereste”rematou.

Bola Amarela