Djokovic sobre Tomic: «É difícil jogar contra alguém que não se consegue prever»

Por Bola Amarela - 23 Março, 2019

Novak Djokovic entrou a ganhar em Miami, avançando para a terceira ronda do Masters 1000 norte-americano, mas não se livrou do aperto no primeiro set, diante do australiano Bernard Tomic, 81.º ATP. No final do embate, que venceu por 7-6(2) e 6-2, o número um mundial frisou as dificuldades de ter pela frente um adversário que é difícil de ‘ler’.

“[O Tomic] não dá ritmo nenhum”, começou por dizer o sérvio de 31 anos sobre o australiano de 26 anos. “Cada bola sua é diferente. Ele joga bem tanto dentro do court como atrás da linha de fundo, diminuindo o ritmo. Ele tem pancadas pouco convencionais. É difícil jogar contra alguém que não se consegue prever”, analisou.

Djokovic teve mais tempo do que gostaria para se preparar para o Miami Open, já que perdeu na terceira ronda do torneio de Indian Wells, na semana passada. “Passei muito tempo em court desde a derrota em singulares em Indian Wells e este encontro. Trabalhei em tudo o que precisava. Agora é uma questão de tempo até ganhar o impulso ideal”.

Federico Delbonis, número 83 mundial, é o seu adversário da terceira ronda em Miami.