Desastre! Brasil não tem homens no quadro de Roland Garros pela primeira vez desde 1973

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 18, 2022

Confirmou-se o pior cenário possível para o ténis masculino brasileiro em Roland Garros. Pela primeira vez desde 1973, não haverá qualquer homem canarinho no quadro principal do Grand Slam francês, uma prova na qual o Brasil já deixou a sua marca, com principal destaque para os três títulos de Gustavo Kuerten.

Desta feita, Thiago Monteiro ficou muito perto de entrar diretamente, mas teve de ir ao qualifying como primeiro cabeça-de-série e foi eliminado logo no primeiro obstáculo por Tennys Sandgren, num encontro com contornos inacreditáveis, em que liderou por 6-3, 5-1 e match point. Mas tal como Monteiro, também Matheus Pucinelli, João Menezes e Thiago Wild caíram à primeira, enquanto Felipe Meligeni passou uma ronda e perdeu com Nuno Borges.

Assim, não haverá qualquer tenista brasileiro no quadro masculino de Roland Garros, uma primeira vez em 49 anos. Contudo, haverá representação em pares, com Bruno Soares, Marcelo Melo, Rafael Matos e Felipe Meligeni inscritos. No quadro feminino, Beatriz Haddad Maia tem entrada direta em singulares e pares, enquanto Carol Meligeni ainda está viva no qualy.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/thiago-monteiro-perde-de-forma-inacreditavel-em-roland-garros/

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.