Del Potro elege os três melhores momentos da carreira na hora do adeus

Por Pedro Gonçalo Pinto - Fevereiro 5, 2022

Aos 33 anos e a viver um autêntico calvário devido ao joelho direito, Juan Martín Del Potro vai colocar um ponto final na carreira. O antigo top 3 mundial ainda vai jogar os torneios de Buenos Aires e do Rio de Janeiro antes de pendurar as raquetes, algo que anunciou numa conferência de imprensa que não deixou ninguém indiferente. Claro que não podia faltar a pergunta sobre quais foram os momentos mais importantes.

Ninguém melhor do que o próprio DelPo para dar a conhecer quais foram os três pontos mais altos de uma carreira que podia ter sido ainda maior e mais especial se não tivessem surgido tantas lesões que criaram um autêntico calvário na vida da estrela argentina de quem todos gostavam.

“Aquele US Open de 2009, os dois últimos encontros contra Nadal e Federer… Aquelas noites foram únicos. Depois, o que vivemos na Croácia na Taça Davis também. Outra das semanas mais felizes que vivi foi no Rio de Janeiro, quando ganhei a medalha depois de sofrer muitíssimo com o pulso. Talvez o que vou viver na terça-feira, a nível emocional, possa superar esses momentos”, confessou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.