De Minaur e Fognini mostram as garras com triunfos autoritários

Por Bola Amarela - Fevereiro 9, 2021
de-minaur
FOTO: GETTY IMAGES

As primeiras rondas de torneios do Grand Slam têm o condão de, muitas vezes, poderem ser traiçoeiras. Nada disso, no entanto, se pode aplicar a Alex De Minaur, que defendeu o estatuto de um dos favoritos da casa para garantir um lugar na segunda eliminatória do Australian Open. O australiano de 21 anos resistiu a um primeiro set mais apertado frente ao norte-americano Tennys Sandgren, mas partiu para um triunfo fácil, com os parciais 7-5, 6-1 e 6-1.

O Demon (23.º ATP) não teve de enfrentar qualquer ponto de break, perdeu somente 12 pontos no serviço, disparou 27 winners e arrumou a questão em menos de duas horas, enquanto tenta trilhar um longo caminho no primeiro Major da temporada. O próximo adversário será o uruguaio Pablo Cuevas, que nesta jornada levou a melhor diante do italiano Andreas Seppi.

Por falar em transalpinos, Fabio Fognini mostrou-se em boa forma no seu pontapé de saída neste Australian Open. O 17.º do ranking ATP tinha uma tarefa traiçoeira pela frente, com o francês Pierre Hugues Herbert do outro lado da rede, mas descomplicou e venceu com os parciais 6-4, 6-2 e 6-3. Agora prepara-se para defrontar o compatriota Salvatore Caruso.

Bola Amarela