Davydenko e o regresso de Federer: «Não sei o que se toma para ter 40 anos e parecer ter 20»

Por Bola Amarela - Setembro 24, 2021
davydenkofederer

Como é que Roger Federer e Rafael Nadal vão voltar das lesões que colocaram um ponto final nas temporadas dessas duas figuras de peso? Ora aí está a pergunta que todos fazem nesta altura, mas para a qual poucos têm a solução. Nikolay Davydenko decidiu arriscar e confessou que não acredita num renascimento de Roger e Rafa.

“Acho que vai ser difícil, tanto para Rafa como para Roger, regressar com as lesões que têm. Sei que os adeptos vão refilar comigo e dizem que são só parvoíces que estou a dizer, mas é uam questão de tempo até verem a questão como eu a vejo. Talvez até ganhem algo… Não digo que vão perder para sempre, mas não os vejo ganhar à melhor de cinco sets. Podem jogar uma hora ou hora e meia, mas se algo não correr bem voltam a lesionar-se”, destacou, em entrevista ao Eurosport.

Além de destacar a queda que ambos vão ter no ranking ATP, Davydenko aponta as razões naturais para as dúvidas que tem. “Roger já fez tudo o que tinha de fazer. O que quer agora é mostrar que ainda pode ganhar algo aos 40 anos. Mas não sei o que se toma para ter 40 anos e parecer ter 20. A diferença é enorme. O corpo está exausto. Para fazer isto aos 40 anos, não podes ganhar unicamente com o teu ténis. Há uns anos estive com ele em Xangai e perguntei como é que se estava a aguentar. Disse-me que, por sorte, o físico ainda resistia e que se não fosse pelo preparador físico já estava desfeito”, sustentou.

Bola Amarela