Corretja: «É quase ofensivo que a final das ATP Finals não seja jogada em 5 sets»

Por Tiago Ferraz - Novembro 18, 2020
alex-corretja

Alex Corretja, antigo número dois mundial e atualmente comentador no Eurosport, falou sobre o atual formato das ATP Finals, que são jogadas à melhor de três sets, e mostra-se contra esta característica e explica o motivo à Eurosport:

“Parece-me quase ofensivo que a final do Masters de final de ano (ATP Finals) não seja à melhor de cinco sets. Os tenistas estão o ano inteiro a jogar para ver quem é o melhor e chegas ao final do último torneio do ano, o mais importante da ATP, e consegues imaginar que uma final termine em 65 minutos? Penso que não se faz justiça à importância que tem este evento”, salientou.

Alex Corretja fala ainda que uma ideia que o próprio teve há uns anos para o circuito, mas que acabou por não ir para a frente:

“Há uns anos falei acerca de uma nova ideia que passava por jogar à melhor de três sets na primeira semana de cada Grand Slam. Isto ia ajudar a fazer com que o circuito masculino não fosse assim tão previsível. Para mim, a partir dos oitavos de final devia jogar-se sempre à melhor de cinco sets”, referiu, citado pelo Punto de Break.

Recorde aqui os grupos das ATP Finals que já está em andamento e com grandes encontros à mistura como foi o caso, por exemplo, do duelo fabuloso entre o espanhol Rafael Nadal, número dois mundial, e o austríaco Dominic Thiem, número três da hierarquia mundial.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.