Coric é o finalista Masters 1000 com segundo pior ranking de sempre e pode fazer história

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 21, 2022

Borna Coric viveu um autêntico calvário, ao passar um ano inteiro afastado do circuito ATP devido a uma persistente lesão no ombro direito. As dúvidas cresciam sobre o nível que o croata podia atingir no regresso à competição, mas a verdade é que o antigo número 12 do Mundo dissipou todas as questões que pudessem resistir nesta semana em Cincinnati.

O croata de 25 anos, atualmente no 152.º posto do ranking ATP, está na final de um Masters 1000 pela segunda vez na carreira, sendo que se encontra a fazer história com esta caminhada. É que Coric já é o finalista com segundo pior ranking de sempre em torneios desta magnitude, sendo apenas superado pelo romeno Andrei Pavel, que era número 191 quando chegou à final de Paris em 2003.

No entanto, Coric pode mesmo tornar-se no campeão com pior ranking de sempre num Masters 1000, tendo em conta que Pavel perdeu com Tim Henman na decisão na capital francesa. Resta saber se consegue sair por cima da final para garantir a reentrada… no top 30! Para já, o top 50 esta segunda-feira já está assegurado.

Coric desmonta Norrie em Cincinnati rumo à segunda final Masters 1000 na carreira

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.