Canadiano atira-se aos craques: «Federer e Nadal são egoístas»

Por José Morgado - Janeiro 15, 2020
schnur

Os primeiros dias do Australian Open estão a ser afetados por alguns problemas com a qualidade do ar e muitos tenistas utilizaram a sua voz para criticar o facto de a organização ter colocado os jogadores em court em condições complicadas. Brayden Schnur, canadiano de 24 anos que foi um dos que subiu ao court nessas condições, e no final do encontro lamentou que nenhuma das grandes super-estrelas da modalidade tenha tomado posição quanto ao assunto.

“Penso que estas coisas também estão na mão dos jogadores de topo. Federer e Nadal têm deixar de ser egoístas, deixar de pensar nas suas carreiras e envolverem-se mais nestas situações. Eles estão no fim das suas carreiras e não creio que estejam muito preocupados com os outros e com o futuro da modalidade”, disparou Schunr, que ultrapassou com distinção a primeira ronda da fase prévia.

Federer e Nadal, recorde-se, têm treinado indoor nos maiores estádios do complexo e esta quarta-feira participaram num evento de beneficência na Rod Laver Arena, onde decidiram fazer uma doação conjunta de 250 mil dólares australianos.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt