B. Agut: «Não estou de acordo com algumas medidas no US Open»

Por Tiago Ferraz - Junho 10, 2020
Bautista-Agut
Tennis – ATP – Qatar Open – Khalifa International Tennis and Squash Complex, Doha, Qatar – January 4, 2019 Spain’s Roberto Bautista Agut celebrates after winning his semi final match against Serbia’s Novak Djokovic REUTERS/Ibraheem Al Omari – RC139EF559C0

O tenista espanhol Roberto Bautista-Agut deu uma entrevista à EuroSport onde afirma não concordar com algumas medidas que o US Open pretende implementar.

“Não estou de acordo com algumas medidas. Há jogadores que têm muita dependência de um preparador físico ou de um fisioterapeuta. Anular a entrar do resto da equipa técnica e limitar o acompanhamento dos jogadores a apenas um treinador parece-me algo que nem todos aceitarão. Eu, pelo menos, não aceitaria”, referiu, citado pelo Punto de Break.

Roberto Bautista Agut explica ainda o motivo pelo qual não via esta ideia com bons olhos:

“Num Grand Slam, a figura do fisioterapeuta é necessária ainda que o torneio tenha especialistas nessa matéria à sua disposição. O teu fisioterapeuta não pode estar no hotel enquanto tu estás no court a jogar encontros de um Grand Slam. Não me parece lógico”, disse.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.