Reunião ATP confirma medidas excecionais e gera discórdia

Por Tiago Ferraz - Junho 10, 2020
usopen

Os tenistas profissionais estiveram reunidos, esta quarta-feira, através do Zoom onde discutiram algumas peças-chave do futuro do ténis e do US Open em particular.

A reunião teve como propósito confirmar os rumores que haviam sido notícias nos últimos dias e, de acordo com o Punto de Break, há ideias que já começam a ganhar força mas que, todavia, não são oficiais:

 Entre as ideias estão a realização do US Open sem fase de qualificação e ainda a redução do quadro da variante de pares de 64 para 24 tenistas.

Além disso, foi discutida a hipótese de haver voos charter dos Estados Unidos para a Europa e ainda foi falado a “obrigatoriedade” de que cada jogador seja acompanhado apenas por uma pessoa da equipa técnica isto de acordo com informações veiculadas pelo Punto de Break.

Foi ainda discutida a hipótese do torneio de Cincinnati também ser jogado em Nova Iorque e sem fase de qualificação sendo que também há a hipótese do US Open decorrer, mas sempre à porta fechada. Há também o pior cenário possível que é o cancelamento de ambas as provas. De referir ainda que a maioria dos jogadores estão contra o confinamento em Nova Iorque, o que é algo que está a gerar alguma polémica.

Estes foram os cenários colocados em cima da mesa, mas ainda assim, nada é ainda uma certeza num mundo do ténis que se vê cada vez mais afetado pela pandemias, mas que está a tentar regressar à normalidade possível.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.