Australian Open de 2021 com novidades: público reduzido e bolha sanitária

Por Tiago Ferraz - Julho 26, 2020
craig-tiley

O CEO do Australian Open Craig Tiley deu uma entrevista ao The Age onde falou do protocolo pensado para a edição de 2021 do Australian Open.

“Nos vamos ficar longe da assistência (de público) que tivemos no ano passado e o público será apenas público local (residente na Austrália) e neozelandeses caso a restrição com este país seja levantada. Será impossível contar com adeptos estrangeiros neste contexto”, revela, citado pelo Punto de Break.

Craig Tiley falou ainda do que está pensado a nível de proteção de jogadores e dá o exemplo…Do US Open:

“Estamos a explorar muitos protocolos para saber como vamos atuar e vamos estar atentos ao que se vai passar em Nova Iorque (US Open). Pelo que sei, eles fizeram um grande trabalho a nível de segurança sanitária e com os protocolos. Se tudo correr da melhor forma nos dois Grand Slam que nos antecedem (US Open e Roland Garros) vai gerar-se uma confiança nos jogadores e isso vai ajudar muito o nosso torneio”, disse.

Recorde-se que nas últimas semanas houve rumores de que o Australian Open pode estar em risco devido a questões relacionadas com a companhia aérea que tem os voos internacionais cancelados até março de 2021.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.