As principais subidas do ranking ATP: Gasquet e Rublev em destaque e duas estreias no top 20 mundial

Por Nuno Chaves - 19 Agosto, 2019

Depois da conclusão de uma intensa semana de ténis e com muitas surpresas ao nível de resultados no ATP 1000 de Cincinnati, a atualização do ranking mundial masculino trouxe naturais surpresas em relação a subidas, sem contar com as do top 10.

Mas vamos olhar para os principais destaques: desde logo David Goffin. Com a final no Ohio, o tenista belga até pode ter subido apenas quatro posições (era 19.º) mas regressa ao top 15 ATP.

Uma das grandes surpresas em Cincinnati, Richard Gasquet, deu um autêntico pulo no ranking com as meias-finais e subiu 22 lugares, fixando-se no 34.º lugar do ranking. Também Andrey Rublev, jovem de 21 anos que derrotou Roger Federer e que alcançou os quartos de final, avançou 23 posições e é agora o número 47 do mundo.

Já Miomir Kecmanovic alcançou o seu melhor ranking de sempre e é o 49.º classificado, graças aos oitavos de final alcançados em Cincinnati. De referir ainda Yoshihito Nishioka que, apesar de ter desistido nos quartos de final, subiu 18 lugares na hierarquia mundial e é agora o 59.º melhor jogador do mundo.

De recordar ainda Felix Auger AliassimeGuido Pella. O canadiano, apesar da derrota na primeira ronda, tem estreia assegurada no top 20 aos 19 anos (é o 19.º do ranking) e o argentino, eliminado na segunda ronda, subiu dois lugares e também se estreia no top 20, sendo, precisamente, o número 20 mundial.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.