Alcaraz: «Vou tornar-me num grande jogador de relva e poderei ganhar Wimbledon um dia»

Por José Morgado - Junho 24, 2023

A boa semana de Carlos Alcaraz no Queen’s Club, em Londres, parece estar a deixá-lo confiante de que poderão vir aí coisas ainda melhores para o espanhol nesta temporada de relva. Para já, o espanhol vai defrontar este sábado o norte-americano Sebastian Korda nas meias-finais do torneio londrino e assume-se contente com a forma como as coisas estão a correr.

“Este encontro com o Dimitrov foi, de longe, o melhor da minha carreira em relva. Tenho cada vez mais experiência, sinto-me cada vez melhor. À medida que a minha experiência vai aumentando neste piso sinto que me posso tornar num grande jogador também aqui”, confessou o espanhol que aponta… a Wimbledon. “Tento aprender com os melhores e tenho visto muitas coisas para tentar melhorar em relva. Acho que poderei vencer Wimbledon um dia”.

Alcaraz continua a crescer na relva em Londres e está nas oitavas ‘meias’ da temporada

Alcaraz e Korda defrontam-se pela primeira desde Roland Garros 2022. O confronto direto dá vantagem ao espanhol, por 2-1.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt