Alcaraz cai, levanta-se e bate ídolo Nadal pela primeira vez rumo às ‘meias’ em Madrid

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 6, 2022
Créditos: Bruno Alencastro/Bola Amarela

Com as bancadas do Estádio Manolo Santana a rebentarem pelas costuras, Carlos Alcaraz bateu o seu ídolo Rafael Nadal pela primeira vez na carreira, garantindo um lugar nas meias-finais do Masters 1000 de Madrid. O jovem de 19 anos entrou a todo o vapor, caiu (literalmente), mas reergueu-se e voltou ao ataque para assinar um triunfo muito especial em Espanha.

O 9.º classificado do ranking ATP fez a festa com os parciais 6-2, 1-6 e 6-3, num duelo recheado de eventos que acabaram por ir gerando sensações totalmente distintas. Certo é que, no ponto de vista de nuestros hermanos, o príncipe destronou o cinco vezes campeão de Madrid e marcou um aliciante duelo com Novak Djokovic — que nunca defrontou — por uma vaga na final.

Alcaraz entrou a todo o vapor e fechou o primeiro set com 19-2 em winners, praticamente sem deixar Rafa respirar na linha de fundo. Mas o jovem entrou errático no segundo e, pior do que isso, deu um trambolhão quando estava 1-1. Colocou mal o pé direito na terra batida, torceu o tornozelo direito e foi assistido durante largos minutos. Isso virou a história do duelo, com Nadal a disparar no marcador para forçar um terceiro set, já depois de mais uma paragem pelo facto de um adepto se ter sentido mal.

Chegada a terceira partida, ninguém sabia o que esperar. A certa altura, Nadal chegou ao 15-30 com 1-1 e Alcaraz parecia desanimar. Mas a verdade é que disparou para três grandes pontos e reencontrou o virtuosismo e a confiança outra vez, acabando por quebrar o compatriota de 35 anos logo de seguida. Carlitos aguentou-se até final e selou um triunfo que certamente nunca vai esquecer.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.