Agente de Nadal: «Com 16 anos, ele não queria ser o novo Moya, ele próprio»

Por José Morgado - Maio 25, 2020
nadal-moya

Rafael Nadal, prestes a celebrar o seu 34.º aniversário, é hoje em dia considerado de forma unânime o melhor tenista  espanhol de todos os tempos, mas houve alturas em que ele próprio estava bem longe de imaginar isso.

O maiorquino, atualmente treinado por Carlos Moya, idolatrou o seu conterrâneo na juventude e o seu agente, Carlos Costa, revelou mesmo que chegou a perguntar a Nadal se ele ‘assinaria por baixo’ a ter uma carreira igual à do antigo número um ATP, que fechou o seu percurso com um título de Grand Slam (Roland Garros 1998) e 20 títulos de singulares. A resposta foi curiosa.

“Lembro-me de quando ele ganhou Roland Garros pela primeira vez, em 2005, e semanas depois perdeu na segunda ronda de Wimbledon. E para mim isso foi normal porque eu via-o como um jogador de terra batida. Mas ele estava muito triste, porque queria ganhar Wimbledon pelo menos uma vez e não sabia se iria conseguir. Trabalhou muito para melhorar nas outras superfícies. Um dia perguntei-lhe se ele assinaria por baixo ter uma carreira igual à do Carlos Moya. Nunca mais me esqueço o que ele me disse. ‘Não quero ser igual a ninguém, quero ser o Raafel Nadal’. Ele não queria ser o novo Moya, queria ser ele próprio”, confessou Costa durante o último episódio do Player’s Cut, programa do Eurosport que celebrou a carreira do espanhol.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.