A pergunta determinante a Mirka que influenciou Federer a jogar os Jogos Olímpicos

Por Nuno Chaves - Outubro 16, 2019
Roger and Mirka Federer arriving at the Wimbledon Champions Dinner 2017, at the Guildhall, London. (Photo by Lauren Hurley/PA Images via Getty Images)

Roger Federer, número três mundial, anunciou esta semana que pretende jogar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, uma vez que o seu coração assim o quis.

O suíço também admitiu que uma das razões de jogar e tentar lutar pelo foi a aprovação da família. “Antes de tomar a decisão de jogar ou não em Tóquio, o primeiro que fiz foi falar com a Mirka e fazer a pergunta que ia determinar grande parte do assunto: ‘Vens também com as crianças ou vou ter de ir sozinho’?”, confessou em entrevista à CNN.

“Sou feliz com eles e a presença deles é importantíssima nesta altura da minha carreira. A nossa preocupação número um é o bem-estar das crianças. Sabemos que não podem viajar continuadamente”, contou o helvético, de 38 anos.

“No ano passado fizeram mais viagens que as recomendáveis para as crianças da sua idade, por isso, este ano decidimos relaxar um pouco nesse sentido, mas a Mirka tem muita vontade de ir ao Japão e sabe o que significa para mim uns Jogos Olímpicos”, admitiu Federer.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.