Quem? Estes são os 10 jogadores com mais sucesso nos Grand Slams em 2017

Se é verdade que muita bola vai ainda passar por cima da rede até ao final da temporada, não menos mentira é que relativamente a Grand Slams estamos arrumados. E, balanço feito, pode dizer-se que foi uma temporada surpreendente em matéria de provas de categoria máxima. Por os vencedores serem uma novidade? Pelo contrário, precisamente. Por imaginarmos, ainda nos primórdios da temporada, que domínio exclusivamente ‘Fedal’ era coisa da década passada.

Agora, ao passarmos em revista os quatro majors – Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open -, encontramos Rafael Nadal e Roger Federer no topo da lista dos jogadores com melhor aproveitamento, graças aos dois dois Grand Slam que cada um conquistou. Stan Wawrinka, que não defendeu o título no Open dos Estados Unidos e passou pela sala de operações há cerca de um mês e meio, é terceiro, com 1930 pontos.

Seguem-se Marin Cilic e Kevin Anderson, finalistas em Wimbledon e Nova Iorque, respetivamente, e até Andy Murray, que teve como melhor resultado em provas major as meias-finais em Wimbledon, e saltou o US Open devido a lesão na anca, tem lugar no top 6. Eis o top 10 completo, divulgado pelo Tennis World:

10. Grigor Dimitrov – 1035 pontos

  • Open da Austrália, meia-final – 720
  • Roland Garros, 3R – 90
  • Wimbledon, 4R – 184
  • Open dos Estados Unidos, 2R – 4

9. Pablo Carreño Busta – 1170 pontos

  • Open da Austrália, 3R – 90
  • Roland Garros, quartos-de-final – 360
  • Wimbledon – não jogou
  • Open dos Estados Unidos, meia-final – 720

8. Sam Querrey – 1180 pontos

  • Open da Austrália, 3R – 90
  • Roland Garros, 1R – 10
  • Wimbledon, meia-final – 720
  • Open dos Estados Unidos, quartos-de-final – 360

7. Dominic Thiem – 1260 pontos

  • Open da Austrália, 4R – 180
  • Roland Garros, meia-final – 720
  • Wimbledon, 4R – 180
  • Open dos Estados Unidos, 4R – 180

6. Andy Murray – 1260 pontos

  • Open da Austrália, 4R – 180
  • Roland Garros, meia-final – 720
  • Wimbledon, quartos-de-final – 360
  • Open dos Estados Unidos – não jogou

5. Kevin Anderson – 1560 points

  • Open da Austrália – Não jogou
  • Roland Garros, 4R – 180
  • Wimbledon, 4R – 180
  • Open dos Estados Unidos, final – 1200

4. Marin Cilic – 1695 pontos

  • Open da Austrália, 2R – 45
  • Roland Garros, quartos-de-final – 360
  • Wimbledon, final – 1200
  • Open dos Estados Unidos, 3R – 90

3. Stan Wawrinka – 1930 pontos

  • Open da Austrália, meia-final – 720
  • Roland Garros, final – 1200
  • Wimbledon, 1R – 10
  • Open dos Estados Unidos – Não jogou

2.  Roger Federer – 4360 pontos

  • Open da Austrália, campeão – 2000
  • Roland Garros – Não jogou
  • Wimbledon, campeão – 2000
  • Open dos Estados Unidos, quartos-de-final – 360

1. Rafael Nadal – 5380 pontos

  • Open da Austrália, final – 1200
  • Roland Garros, campeão – 2000
  • Wimbledon, 4R – 180
  • Open dos Estados Unidos, campeão – 2000

 

 

Sobre o autor
-

Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tanta que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Educação de Viseu e um Secundário dignamente enriquecido por cadernos cujas capas ostentavam recortes de jornais de Lleyton Hewitt. Entretanto ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *