Djokovic renova estatuto de Imperador de Roma

Novak Djokovic, dono e senhor do ranking mundial, continua decidido a fazer desta temporada a melhor da sua carreira e deu mais um passo nesse sentido este domingo, ao derrotar na final do BNL Internanzionali d’Italia Roger Federer, pelos parciais de 6-4 e 6-3. Um triunfo que lhe valeu o quarto título em Roma (2008, 2011, 2014) e quarto Masters 1000 da temporada (a juntar aos de Miami, Indian Wells e Monte Carlo – não jogou em Madrid na semana passada).

Num embate que começou por ser equilibrado, com os dois jogadores a segurarem os seus jogos de serviço sem problemas de maior, o número um mundial foi quem primeiro se colocou em posição de chegar à quebra, tendo-o conseguido num momento determinante do encontro, a 4-5, o que acabou por lhe valer o ascendente decisivo do encontro.

No segundo parcial, o jogador de Belgrado comandou as incidências do encontro, chegando cedo à quebra. Sempre muito esclarecido quanto o que fazer na terra batida do Foro Italico, e aproveitando os erros de Federer (23 no total), Djokovic não se desviou do caminho da vitória, para conquistar o 24.º Masters 1000 da carreira, ficando a apenas três de alcançar o jogador que mais títulos dessa categoria arrecadou até então: Rafael Nadal.

“Foi uma semana muito emotiva. Hoje joguei a o melhor encontro da semana. É sempre um prazer defrontar o Roger”, disse o sérvio no final do encontro, não esquecendo o apoio que recebeu nos últimos dias. “Esta cidade é como a minha casa. Quero agradecer aos meus fãs”. Quanto ao desafio que se segue: “não sei o que vai acontecer em Roland Garros, mas estou muito contente neste momento. Obrigado a todos”.

Com este triunfo, o vencedor do Open da Austrália, que completa 28 anos na próxima semana, aumenta para 53 os títulos no seu palmarés e 22 os triunfos arrecadados esta temporada, tendo perdido apenas dois. Um no Dubai, para Roger Federer, e outro em Doha, para Ivo Karlovic. Ainda mais impressionante é a série de 37 encontros de Djokovic em torneios ao mais alto nível – Grand Slams, Masters 1000 e ATP World Tour Finals – que começou com o título em Paris-Bercy, em novembro do ano passado.

atp

Estes foram os jogadores que defrontou na final dos principais torneios que disputou desde novembro de 2014