Zverev: «O que estou a sentir é algo que não vou conseguir descrever na minha vida»

Por Nuno Chaves - Agosto 1, 2021
Foto: EPA

Alexander Zverev é um dos homens do momento depois de ter conquistado a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, na variante de singulares.

No final da partida, o tenista alemão não tinha palavras para descrever a sua felicidade. “Isto é o mais alto que eu já ganhei. Sempre quis isto e agora vejo-me aqui, com uma medalha de ouro ao meu colo. O que estou a sentir é algo que não vou conseguir descrever na minha vida”, explicou em conferência de imprensa.

Zverev recordou o momento em que perdeu o primeiro set com Novak Djokovic, referindo que a partir daí… jogou o seu melhor ténis. “Os últimos quatro sets que joguei aqui foram bastante bons. Diria que há pouca gente mais feliz que eu, neste momento. Foi muito difícil consegui-la, não vou tirar a medalha até chegar a casa”, garantiu, visivelmente satisfeito.

Sascha deixou ainda uma mensagem para o seu país. “Ganhei o ouro não para mim mas para toda a Alemanha. Esta medalha pertence a toda a Alemanha, foi a melhor semana da minha vida. Não joguei um único segundo para mim. Joguei por todos os que estavam na Aldeia Olímpica. Joguei para todos: os meus pais, a minha família, a minha filha, todos os que estiveram emocionados em casa. Foi por isso que joguei desta maneira. Estou a sentir algo incrível agora mesmo”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.