Zverev: «Defrontar o Nadal na final de Roland Garros é ainda mais difícil que em rondas anteriores»

Por Nuno Chaves - Junho 9, 2021

Alexander Zverev, número seis mundial, continua em grande forma e, pela primeira vez na carreira, está nas meias-finais de Roland Garros.

O alemão explicou o que mudou para, finalmente, chegar longe em Paris. “É bastante óbvio que todos nós estamos a lutar por Grand Slams. Estes são os torneios que queremos ganhar. Talvez nos últimos anos estivesse demasiado obcecado com isso, o que não me ajudou. Antes do Medvedev e Tsitsipas todos me viam como o jogador chamado a ganhar um Major. Não fui paciente comigo mesmo e sinto que agora aprendi a lidar um pouco mais com a pressão. Agora estou mais tranquilo nos torneios. O objetivo não mudou”, admitiu em conferência de imprensa.

Sobre o facto de não ter Novak DjokovicRafa Nadal no quadro, Zverev foi claro. “Estão na mesma parte do quadro porque são o número um e três. Eu tinha o Medvedev que é número dois. Há que respeitar os quadros. Que podemos dizer do Rafa? Está a jogar incrível e ganhar 13 vezes é muito complicado. Todos os que estão nas meias-finais é porque merecem. Eu estou nas meias-finais porque joguei a um grande nível. É bom para mim não ter defrontado o Djokovic ou o Nadal nos quartos-de-final. Jogar com o Nadal na final é ainda mais complicado. Mas para ganhar este torneio é preciso derrotar os melhores”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.