Wilander: «Só o coronavírus conseguiu parar Novak Djokovic»

Por Tiago Ferraz - Abril 3, 2020
djokovic-ao
Imagem: Twitter Australian Open

O antigo tenista sueco Mats Wilander deu uma entrevista ao jornal L’Equipe onde abordou a temporada de Novak Djokovic  até à paragem forçada pelo coronavírus:

«É uma pena tudo o que se está a passar no mundo inteiro e também no ténis. Para ser honesto, o grande prejudicado foi Novak Djjokovic…Ele não tinha perdido qualquer encontro nesta temporada e só o coronavírus conseguiu parar o seu ímpeto. Outros tenistas que estão no grupo dos mais prejudicados são os de maior destaque da NextGen uma vez que tinham uma boa oportunidade de se aproximar do Big Three», revela.

Wilander falou ainda de Roger Federer e Serena Williams:

«Muitos pensavam que os mais jovens poderiam ser os mais prejudicados por perderem a oportunidade de jogar contra os melhores do circuito, mas eu tenho outra teoria. O público sai mais prejudicado. Esta pandemia fez com que percamos a oportunidade de ver o Federer e a Serena no court. O tempo, para eles, é inimigo uma vez que estão na reta final da carreira», disse, citado pelo Punto de Break.

De acordo com o sueco há, ainda assim, tenistas que saíram beneficiados com a paragem do circuito:

«Os únicos tenistas que podem tirar algo positivo desta paragem são os que estavam lesionados depois do Australian Open. Quando tudo voltar ao normal, podem começar do zero, mas é impossível saber quando é que isso será. Muitos estão em casa a preparar-se fisicamente porque eles sabem que é muito difícil que voltem a jogar esta temporada. O mais complicado nestas alturas é manter a motivação», afirmou.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.