Verdasco, diretor da Davis, torce por Djokovic-Medvedev na final

Por José Morgado - Novembro 30, 2021

Fernando Verdasco, ex-top 10 mundial e atual diretor das Davis Cup Finals, viu a sua Espanha ser eliminada na fase de grupos, em Madrid, e agora torce por aquela que considera ser a melhor final possível: Rússia vs. Sérvia, com um duelo entre Daniil Medvedev e Novak Djokovic em pano de fundo.

“Foi uma pena a derrota, só precisávamos de mais um set para nos qualificarmos para os quartos-de-final. Claro: como diretor da Davis este ano, como disse antes de começar o torneio, quero que a Espanha ganhe como espanhol, mas também sou o diretor das outras seleções. Se eu vir de um ponto de vista o mais imparcial possível, dentro da tristeza de perder a Espanha devemos estar felizes porque a equipa que nos ‘substitui’ é a Sérvia, com o número 1 do Mundo, Novak Djokovic. Ficamos com a tristeza de que a Espanha não tenha podido avançar, sim, mas pelo menos teremos Djokovic e a seleção sérvia em Madrid”, confessou o espanhol.

Verdasco deixou depois a esperança de uma final de sonho na capital espanhola. Obviamente, seria um embate incrível se Rússia e Sérvia se enfrentassem, especialmente por causa daquele confronto Djokovic-Medvedev. Estou muito animado com esta competição, tenho-me divertido imenso nestas funções”, assegura.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.