Tsitsipas e passar do hard court de Miami para a terra batida do Mónaco: «É a pior passagem da época»

Por Nuno Chaves - Abril 10, 2022

A época não está a ser famosa para Stefanos Tsitsipas, ainda assim, agora é tempo de dar um passo em frente, já que vêm aí meses com muitos pontos a defender.

Começa já com o ATP 1000 de Monte Carlo, onde é o atual campeão em título mas, de acordo com o grego, estão reunidas as condições para defender o troféu.

“Aqui sinto-me em casa, tendo a oportunidade de jogar neste court e este ano diante de um grande público que vem de Itália e França. Tenho alguns seguidores aqui no Mónaco, também tenho família aqui. É genial poder partilhar isto com eles. Que haja bom tempo toda a semana e grandes encontros de ténis”, disse na antevisão ao torneio.

Tsitsipas também falou sobre as dificuldades de passar do piso rápido de Miami para a terra batida europeia. “Não foi a melhor transição, nunca é vindo dos Estados Unidos para a Europa. É sempre a pior transição da temporada. Vais dormir às seis da tarde e acordas às três da manhã. É algo que me aconteceu alguns dias. As dificuldades são, sobretudo, a adaptação ao nível do sono e treinos. A meio do dia já estás esgotado. Mas gosto da transição de hard court para terra batida. Gosto sempre de voltar à academia onde treino e mudar as sapatilhas para voltar à terra batida. É uma boa sensação”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.