Toni Nadal: «O Djokovic é rival mais perigoso para o meu sobrinho Rafael»

Por José Morgado - Junho 4, 2020
toni-nadal

Rafael Nadal celebrou esta quarta-feira o seu 34.º aniversário e o jornal italiano ‘Gazzetta Dello Sport’ dedicou-lhe uma edição especial, que inclui uma entrevista ao seu tio e ex-treinador Toni Nadal. O homem mais importante da carreira do maiorquino não tem dúvidas sobre quem é o rival mais difícil para o seu sobrinho.

“Eu acho que para o meu sobrinho o rival mais perigoso é o Novak Djokovic. Contra o sérvio ele tem dificuldades e ainda que jogue muito bem nunca sabe se será suficiente. O Novak defende-se muito bem e dá poucos espaços para que se possa jogar de forma ofensiva. Já Federer, por mais que seja um fenómeno, tem uma forma de jogar muito clara e dá chances para que se possa atacá-lo”, opinou.

Questionado sobre como vê os próximos anos da carreira do sobrinho, Toni não tem dúvidas: “Se não aparecerem lesões, acredito que meu sobrinho ainda fica uns três ou quatro anos para a competir por coisas importantes no ténis. Tomara que agora com esta paragem por causa do coronavírus ele ganhe margem para esticar a carreira um pouco mais, já que não sofreu muito esforço neste ano de 2020. Não tenho dúvidas de que esta paragem foi boa para os jogadores com mais idade”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.