Toni Nadal garante: «Quando o Rafa for a um torneio sem hipóteses de ganhar acaba a carreira»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Outubro 5, 2022

Toni Nadal é das pessoas mais próximas a Rafael Nadal, mas nem ele sabe quando é que o seu sobrinho e antigo pupilo vai colocar um ponto final na carreira. O experiente técnico falou ainda sobre o adeus de Roger Federer, em entrevista ao jornal ‘As’.

ADEUS DE FEDERER

Vivi esse momento com muita emoção. Uma despedida como a de Roger Federer é algo doloroso, mesmo que soubéssemos que esse momento estava muito perto devido às lesões. Foi uma referência para todos durante todos estes anos. Gostava que ele continuasse a jogar durante mais um ano. Não só pelo que significa para o ténis, mas mesmo pela importância da sua figura para o desporto. Foi um dos maiores ícones da história.

ÉPOCA DE NADAL

Está a ter um ano bastante complicado pelas constantes questões físicas que arrastou nos últimos meses. Ainda assim, teve bons resultados no Australian Open e em Roland Garros, mas fica a espinha sobre o que podia ter sido esta época se as lesões não tivessem aparecido. Em Wimbledon teve de se retirar nas meias-finais depois de estar a jogar a um grande nível. No US Open também estava a lidar com alguns problemas.

RAFA… ATÉ QUANDO?

Não sei quanto resta ao meu sobrinho no circuito. Penso que vai retirar-se quando vir que não tem hipóteses de ganhar. Quando o Rafa for a um torneio sem hipóteses de ganhar acaba a carreira. Já ganhou muitíssimo nestes anos para se ir retirar a mal. Acho que o Rafa se vai retirar dependendo claramente do seu corpo, das suas hipóteses e dos seus adversários.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.