Toni Nadal: «Fiquei com muita pena pela lesão do Federer»

Por Tiago Ferraz - Junho 22, 2020
federerrrrrr

O tio e antigo treinador de Rafael Nadal, Toni Nadal, deu uma entrevista ao Mundo Deportivo onde analisou a atualidade do ténis a nível mundial, falou ainda de Roger Federer e dos calendários.

“Temos vivido uma situação que não era desejada por ninguém. O ténis esteve parado e os jogadores queriam competir e não tinham qualquer possibilidade de o fazer. Haverá pessoas que ficarão muito afetadas pelo facto do ténis voltar porque estão desmotivados e outros a quem vai saber muito bem o regresso da modalidade. Agora é tentar preparar da melhor maneira e olhar para a frente”, disse, ao Mundo Deportivo.

 Toni Nadal falou ainda do calendário ATP que arranca no mês de agosto:

“É certo que o US Open e Roland Garros estão muito perto no calendário e que o Rafa poderia ter que escolher um. Mesmo que sejam na mesma superfície, parece-me que o US Open, Madrid, Roma e Roland Garros estão muito próximos no calendário o que faz com que alguns jogadores tenham que descartar alguns torneios ainda para mais agora que estiveram longe dos courts. Se jogas todos os torneios seguidos podes ter uma lesão e isso era uma catástrofe”, vincou.

O tio de Rafael Nadal falou ainda da lesão de Federer: “Tenho muito pena pela lesão do Roger porque ele é uma pessoa com a qual eu consigo desfrutar do ténis. Não gosto muito dele quando ele joga contra o meu sobrinho (entre risos), mas não há dúvida em afirmar que é um grande campeão e que eu gostava de o ver voltar a um grande nível após a lesão. Sem dúvida que o comunicado dele foi uma má notícia para todos. Quero desejar as melhoras e dizer que vai correr tudo bem. É mau que ele não jogue mais esta época e esperemos que recupere o mais rápido possível”, concluiu.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.