Treinadores de Munar: «Quando ele era mais novo achava que sabia tudo, tinha muito ego»

Por Nuno Fonseca - 29 Novembro, 2018
jaume-munar-festejo

Tomeu-Salvá e Pedro Clar, treinadores de Jaume Munar, deram uma entrevista à ATP onde analisaram o jogo e o potencial do seu pupilo, um dos jogadores espanhóis em ascensão que mais tem captado a atenção nos últimos tempos. Após uma certa estagnação nas temporadas anteriores, o espanhol deu um salto qualitativo que lhe permitiu entrar no top 100, muito por culpa dos dois treinadores, que o ajudaram a colmatar algumas das suas debilidades.

“Este ano o objetivo foi cumprido, a prioridade era terminar entre os 100 melhores do mundo (…)”, afirmaram os treinadores do espanhol, que sublinharam a importância da técnica como fator fundamental para a contínua ascensão de Munar. “(…) as sensações foram muito positivas, melhorou dramaticamente, mas ainda tem uma larga margem para progredir e polir muitas coisas. Sabemos que se ele [Munar] quiser estar entre os melhores do mundo, precisa de melhorar bastante o nível técnico.”

Jaume Munar conseguiu boas exibições na temporada transata, mas na perspetiva de Salvá e Clar, se o jovem quiser continuar a escalar posições no ranking, deverá mostrar muito mais do que atitude, força mental e coragem. “O alto nível de competitividade que ele tem não será suficiente. Ele é muito inteligente e sabe disso, mas é importante fazer com que mantenha os pés no solo. Terá de picar pedra para estar entre a elite”, complementaram.

O nível mental é, para estes treinadores, algo que distingue Munar dos restantes jovens tenistas repletos de talento, o que se faz com que a humildade seja um aspeto a trabalhar constantemente. “A maioria das crianças de sua geração são muito boas, mas vacilam a nível mental. Ele sabe sofrer, luta até ao fim, não importando o resultado, e é tremendamente competitivo. O mais importante é que ele sabe que o ténis é a sua vida. Ele sabe ouvir, tenta coisas novas, falha e continua a tentar. Quando era mais novo, achava que sabia tudo, tinha demasiado ego”.

Ainda sobre o maiorquino, os treinadores reconheceram também a importância do seu exemplo para os outros jovens que se treinam na Rafa Nadal Academy by Movistar. “Para as crianças da academia, é muito importante ter Jaume como exemplo. O Rafa está muito longe, o que ele conseguiu é quase inatingível, mas ver um jovem normal como Munar a trabalhar duro encoraja-os a treinar”.

O regresso de Jaume Munar à competição acontece no ATP 250 de Pune, em janeiro de 2019.

Nuno Fonseca