Tio de Djokovic deixa aviso: «Aumentaram a carreira do Novak para mais cinco ou seis anos»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 13, 2022

2022 ainda não chegou ao fim, mas Novak Djokovic viveu a temporada mais estranha e dura da sua carreira. Depois de ser deportado da Austrália, o agora número sete do ranking ATP foi impedido de jogar quatro Masters 1000 no Estados Unidos, bem como o US Open, tudo por não estar vacinado contra a Covid-19.

Ora, a verdade é que, para quem está perto do sérvio, a garantia dada é de que tudo aquilo a que Nole foi submetido está a fazer com que a carreira vá ser mais longa do que inicialmente esperado. Palavra do tio Goran Djokovic.

“A provação por que ele passou este ano na Austrália só aumentou a carreira. Em vez de se retirar do ténis daqui a três ou quatro anos, a sua carreira foi aumentada para mais cinco ou seis. Ele está a descansar o seu corpo”, afirmou ao The Pavlovic Today, além de explicar que “os americanos não responderam” ao pedido de exceção médica para Djokovic competir no US Open sem estar vacinado.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.