Livre para jogar: Djokovic tem porta aberta para voltar ao Australian Open em 2023

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 13, 2022
djokovic-wimbledon

Novak Djokovic vai mesmo poder voltar ao sítio onde teve mais sucesso na sua carreira. O agora número sete do ranking ATP tem a porta para entrar na Austrália mesmo sem estar vacinado contra a Covid-19 e disputar o Australian Open, um torneio que já conquistou por nove vezes.

Segundo o Herald-Sun, o último obstáculo já terá mesmo sido desbloqueado. É que Djokovic ficou proibido de entrar em solo australiano durante três anos depois de ter sido deportado em janeiro deste ano, devido à falta de vacinação. Como lhe foi retirado o visto, ficou com essa proibição, mas a verdade é que os sinais apontavam para que essa penalização caísse mesmo.

Isto porque as medidas medidas restritivas relaxaram, sendo que deixou de ser obrigatório estar vacinado contra a Covid-19 para entrar na Austrália. Ora, tendo em conta que a base que castigou Djokovic já não está em vigor, o entendimento do Governo é de que não faria sentido manter o sérvio com essa proibição de três anos, uma hipótese que o próprio Primeiro-ministro, Scott Morrison, já tinha adiantado.

Agora, Djokovic pode começar a preparar-se para voltar a competir num dos seus torneios preferidos, aos 35 anos, e a perseguir o record de Grand Slams de Rafael Nadal.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.