Tiafoe cede perante Ymer e falha acesso aos ‘oitavos’ em Auckland

Por Tiago Ferraz - Janeiro 13, 2020
Tennis – Australian Open – Second Round – Melbourne Park, Melbourne, Australia, January 16, 2019. Frances Tiafoe of the U.S. reacts during the match against South Africa’s Kevin Anderson. REUTERS/Adnan Abidi – UP1EF1G0FHY2W

O tenista norte-americano Frances Tiafoe está fora do ATP 250 de Auckland depois de ter perdido o compromisso da segunda ronda diante do sueco Mikael Ymer, que veio do qualifying, em três sets, por 6-4, 5-7 e 6-1.

O primeiro set começou muito equilibrado e, prova disso, foi que o set ficou empatado a dois no final dos primeiros quatro jogos, sem qualquer break e/ou pontos de break a registar.

Nos dois jogos seguintes houve uma ‘troca’ de breaks (3-3) e o set inicial só ficou definido no décimo jogo quando Tiafoe, a servir para se manter no set, perdeu o serviço e, consequentemente, a primeira partida por 6-4.

No segundo set o equilíbrio foi a palavra dominante uma vez que o parcial chegou ao décimo jogo empatado (5-5) sem que nenhum dos tenistas tenha cedido o serviço.

A partida só ficou definida no jogo seguinte quando Frances Tiafoe aproveitou dois pontos de break para, na segunda oportunidade, fazer o 5-4, servindo depois para vencer o set (6-4).

Na terceira e decisiva partida, o tenista norte-americano esteve irreconhecível, cedeu dois jogos de serviço de forma consecutiva, nos segundo e quarto jogos, e viu Ymer chegar, facilmente, ao 5-0 com jogo em ‘branco’.

Com uma vantagem tão grande foi sem surpresa que o sueco acabou por vencer o set e o encontro por 6-1.

Nos oitavos de final Mikael Ymer vai defrontar o polaco Hubert Hurkacz, sexto cabeça-de-série.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.