Thiem não fica calado perante ex-técnico: «Deplorável, não tem respeito por mim e pelo meu pai»

Por José Morgado - Abril 1, 2020
thiem-bresnik

Dominic Thiem, número três mundial, respondeu esta quarta-feira em comunicado divulgado através da agência noticiosa da Áustria às declarações de Ghunter Bresnik, guru do ténis no país e seu treinador durante mais de uma década, que na terça-feira assegurou que Thiem seria um jogador de Futures e o seu pai um treinador de clube se não fosse a influência que ele teve na família do tenista de 26 anos.

“É deplorável. Não entendo como é que o Ghunter me pode faltar ao respeito a mim e à minha família desta forma sabendo que durante anos trabalhámos tão bem juntos. Penso que ele construiu uma espécie de ilusão megalómana em relação à sua própria pessoa. Eu não deixei o Bresnik sem razão. Ele sabe as razões e não sou eu que vou torná-las públicas”, disparou o recentemente vice-campeão do Australian Open.

Thiem e Bresnik trabalharam juntos desde a infância até meados de 2019, quando Dominic decidiu que Nicolas Massu seria a partir daí o seu treinador principal, com o sucesso que se sabe. O seu pai, Wolfgang, trabalhou durante mais de uma década com Bresnik e ficou entretanto a trabalhar com alguns dos ex-jogadores do guru austríaco, como Dennis Novak ou Sebastian Ofner.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.