Thiem enumera os dois fatores decisivos para a subida de rendimento em hard courts

Por Nuno Chaves - Novembro 13, 2019
thiem-ganha
Foto: EPA/WILL OLIVER

Longe vão os tempos em que Dominic Thiem era apenas conhecido por ser um especialista de terra batida, prova disso, é o facto de dos cinco títulos conquistados em 2019, três aconteceram em piso rápido – Indian Wells, Pequim e Viena.

O jovem de 25 anos continua a comprovar a sua aptidão nesta superfície nas ATP Finals: já venceu dois jogos (em dois possíveis) frente a… Roger FedererNovak Djokovic.

Thiem, em conferência de imprensa após bater o sérvio, explicou o porquê da sua clara melhoria em hard court. “Creio que existem dois fatores. O primeiro é que realmente melhorei o meu estilo de jogo agressivo. Estou a chegar mais vezes à rede e isso é importante em hard courts”, começou por dizer.

Quanto ao segundo fator. “Há algumas grandes vantagens para mim em superfícies como esta. Não olho para a esquerda de uma forma incómoda. Posso bater na bola a maior parte do tempo numa zona muito boa para mim. É por isso que posso arriscar muitas vezes com bolas agressivas e a probabilidade de a bola ir dentro é bastante alta porque esta superfície faz com que não me sinta incómodo. Estes são os dois fatores principais, creio”, explicou detalhadamente o número cinco mundial.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.