Surpresa: Ferrer não quer trabalhar mais com Zverev em 2021

Por José Morgado - Janeiro 7, 2021
zverev-ferrer

David Ferrer, ex-top 10 mundial e um dos antigos jogadores mais respeitados da sua geração, decidiu nas últimas semanas que não vai continuar a trabalhar com Alexander Zverev, número sete mundial. O espanhol tinha começado a treinar com o alemão de 23 anos durante o verão, ainda antes de retomar o circuito, e desde que iniciaram a parceria os resultados foram muito bons, com destaque para a final do US Open e do Masters 1000 de Paris e dois títulos em Colónia.

“Estou muito agradecido com a oportunidade que me foi dada, mas este não é o momento. Não se passou nada de mal entre nós e ficou tudo bem. Foi uma decisão que tive de tomar, confessou o ex-tenista de Valência, citado pelo jornalista do Eurosport Fernando Murciego. A fase da carreira em que Ferrer trabalhou com Zverev acabou por ficar marcada por muitas polémicas em torno do alemão, por situações extra-ténis.

Ferrer é o terceiro ‘super-coach’ que não dura muito tempo ao lado de Sascha Zverev, depois de Juan Carlos Ferrero (2017) e Ivan Lendl (2019) terem igualmente tido experiências com o alemão que não terminaram nada bem. A de Ferrer parece, no entanto, ser uma separação amigável.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.