Só houve um ano nos últimos onze em que não surgiu uma nova campeã do Grand Slam

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 9, 2022

O circuito feminino tem sido pródigo em lançar novas campeões de torneios do Grand Slam. Elena Rybakina é a mais recente, ao conquistar Wimbledon depois de bater Ons Jabeur, ela que também se iria juntar à lista se tivesse saído por cima do duelo no All England Club. Mas para que se perceba a magnitude do que tem acontecido, só houve um ano nos últimos onze em que não houve pelo menos uma nova dona de um Major para juntar à lista.

A exceção surgiu em 2014, sem que nenhuma nova jogadora conquistasse um Grand Slam, sendo que, desde 2011, houve duas ocasiões em que se apresentaram três novas campeãs: Na Li, Petra Kvitova e Samantha Stosur em 2011 e Caroline Wozniacki, Simona Halep e Naomi Osaka em 2018. Resta saber se mais alguém se vai juntar ao grupo no US Open…

Rybakina faz história e conquista primeiro Grand Slam em Wimbledon

A Betano tem mais uma grande missão para ti! Faz uma aposta múltipla (3 ou mais seleções) em qualquer jogo de Wimbledon num valor mínimo de 5€ e caso percas a tua aposta recebes 50% do valor da mesma em Aposta Grátis. Ou seja, se apostares 5€, recebes 2,5€; se apostares 20€, recebes 10€.

Se ainda não estás registado, regista-te aqui e ganha um bónus de 50% até 50€ com o teu primeiro depósito!

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.