Shapovalov e Korda saem do buraco e sobrevivem em maratonas de quase 5 horas

Por Bola Amarela - Janeiro 19, 2022

Denis Shapovalov Sebastian Korda seguiram o caminho mais difícil possível, mas ambos acertaram o GPS e descobriram a rota para a terceira ronda do Australian Open. Os dois talentos da América do Norte encararam a derrota nos olhos, com desvantagens de dois sets a um, mas souberam lutar para dar a volta aos respeitos embates e manter o sonho Down Under.

Shapovalov, número 14 do mundo, teve de sofrer, mas encontrou maneira de bater Sonwoo Kwon (54.º), com os loucos parciais 7-6(6), 6-7(3), 6-7(6), 7-5 e 6-2, ao cabo de 4h25. O canadiano chegou a ter de salvar um ponto de break no quarto set, antes de conseguir estabilizar e fugir do asiático. Saltam à vista os 29 ases, totalizando 81 winners para 77 erros não forçados. Certo é que Shapovalov seguiu em frente e agora vai ter de defrontar o gigante Reilly Opelka (29.º), que passeou com 18 ases frente a Dominik Koepfer (53.º), por 6-4, 6-3 e 7-6(4).

Já Korda quis levar a emoção ainda mais ao limite! O jovem norte-americano (43.º), claramente recuperado da Covid-19, viu Corentin Moutet (100.º) servir a 5-4 no quarto set para fechar o encontro, festejou ao cabo de 4h49 com os parciais 3-6, 6-4, 6-7(2), 7-5 e 7-6(10-6). A estrear-se no quadro principal do Australian Open, Korda continua a sonhar na secção do quadro órfã de Novak Djokovic e vai agora travar uma batalha que se espera intensa com Pablo Carreño Busta.

Bola Amarela