Serena Williams lembra o assassinato da irmã mais velha: «Estive em depressão profunda»

Por Bola Amarela - Maio 6, 2020
serena-yetunde

A vida as irmãs Williams foi exposta desde muito cedo pelo sucesso que as duas tiveram desde finais dos anos 90 do século passado, mas nem tudo foram alegrias e houve mesmo um episódio absolutamente trágico, com o assassinato de Yetunde Price, irmã mais velha, em 2003, quando tinha apenas 31 anos.

Price foi baleada em Compton, a cerca de 32 quilómetros de Los Angeles, localidade onde nasceram também as suas irmãs tenistas. O homicídio ocorreu à porta de uma casa, alegadamente abandonada, na sequência de uma altercação entre vizinhos e Price. A irmã de Serena e Venus foi atingida no torso superior e morreu pouco depois de ter chegado a um hospital local. A Polícia chegou a cercar a casa à porta da qual se deu o crime, acreditando que no seu interior estariam barricados entre um a três suspeitos do tiroteio.

O cerco foi rapidamente levantado, quando a Polícia percebeu que os eventuais suspeitos já haviam fugido. Horas mais tarde, as autoridades detiveram Aaron Michael Hammer, de 24 anos, suspeito de ter praticado o crime, bem como um seu acompanhante, Rolland Wormley, de 28 anos, acusado de cumplicidade. O homem foi libertado em 2018, depois de 15 anos de prisão.

Williams recordou esse período da sua vida. “Foi um período muito negro para mim. Estive em depressão profunda. Nunca falei sobre o assunto abertamente com a minha mãe. Estive em terapia durante muito tempo apesar de ninguém saber. Eu era muito próxima da minha irmã.”

 

Bola Amarela